terça-feira, 17 de dezembro de 2013

O Lado Bom da Vida de David O. Russell (Silver Linings Playbook, 2012)


"O Lado Bom da Vida" foi lançado ano passado com muito alarde por ser um dos filmes mais cotados a serem indicados ao Oscar. Embora muita gente tenha gostado deste filme, a crítica ficou severamente dividida. Muitos foram aqueles que execraram o filme, e muitos outros elogiaram bastante a obra de David O. Russell. Da minha parte, devo admitir que o filme não me agradou tanto quando assisti-o pela primeira vez. E é por essas e outras que os estudiosos de cinema dizem que antes de se comentar uma obra de cinema deve-se assisti-la mais de uma vez. Pois cá estou eu, depois de algumas visualizações da citada película, para falar um pouco dela.

Para poder comentar um filme tão interessante fiz algo que ainda não tinha feito e que muito provavelmente venha a fazer mais algumas vezes: separar uma cena, colocar quadro a quadro dentro da postagem (para que o leitor também possa visualizá-la), e fazer uma leitura do que a "micronarrativa*" está a nos dizer. Na cena em questão (que pode ser visualizada na imagem abaixo), temos Pat (Bradley Cooper), recém saído de um sanatório, encontrando seu amigo Ronnie (John Ortiz) que é casado com Veronica (Julia Stiles). Ronnie convida Pat para um jantar, quando este retruca que não vai porque Veronica não gosta dele, e manda no marido.

Além do roteiro, enxerguemos um pouco da construção cinematográfica desenvolvida por O. Russell para demonstrar o peso que Veronica representa na vida de Ronnie. A cena possui uma construção simples de campo/contracampo, e é no posicionamento da câmera em que o valor da cena surge. Ronnie não ocupa muito espaço na tela enquanto a sua casa surge imponente ao fundo como se ele (Ronnie) tivesse que carregá-la como um fardo. No meio da cena surge Veronica, ao fundo, de uma das janelas, conversando aos gritos com o marido, dando-lhe ordens. A janela não poderia ser posta em outro lugar que não sobre a cabeça de Ronnie, como se fosse ela quem pensasse por ele (tal como um balão em história em quadrinhos).


A análise é breve porque esta cena é breve. Trata-se da cena em que este casal nos é apresentado. Eles aparecerão mais tarde no filme e toda trama que os envolve (principalmente as aflições de Ronnie) serão melhor esclarecidas.


*Micronarrativa é o nome dado à narrativa que se "esconde" no movimento e posicionamento da câmera.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...