sábado, 9 de fevereiro de 2013




No, o filme chileno indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro apresenta uma estética interessante. O objetivo deste texto não é o de fazer uma crítica do filme de Pablo Larraín, mas o de fazer um breve comentário. 

A campanha para fazer com que a ditadura Pinochet chegasse ao fim, por meio de um plebiscito, tem como principal objetivo, mostrar que o país vivendo como um democracia, estaria melhor do que debaixo das pesadas mãos dos militares que governavam o Chile então. Esta felicidade foi posta na campanha que apresenta pessoas dançando, arco-íris, e o que mais vier a cabeça quando se imaginar a alegria.

Mas como fazer esta alegria surgir durante todo o filme? Ficaria um tanto ridículo se fizessem os publicitários da campanha do "não" felizes o tempo todo, é justamente o contrário que eles viviam (sendo aterrorizados e ameaçados pelo governo), e é um futuro feliz que eles buscam.

A solução foi na composição das imagens. De inicio o espectador leva um susto. Parece haver algo de errado com o colorido do filme. As cores saem do lugares, como em um filme no inicio dos experimentos com o 3D. As gravações das externas estão sempre com as cores "estouradas"*. 

"No" foi gravado com o sistema de gravação que era utilizado na década de 1970, quando começou a se utilizar a gravação a cores na TV, com um sistema chamado de U-Matic**. Desta forma, as imagens saem mais coloridos do que o normal, passando justamente a proposta da campanha que acompanhamos no decorrer do filme.


Diretor: Pablo Larraín
Roteiro: Pedro Peirano adaptado da pela de: Antonio Skámeta
Fotografado por: Sergio Armstrong
Estrelado por: Gael García Bernal, Alfredo Castro, Antonia Zegers.






*(expressão utilizada para definir quando as cores são deformadas para que outro pedaço do quadro seja mostrado, exemplo: um homem anda por uma rua ao meio-dia, para que possamos vê-lo bem, o céu perde a cor, ficando branco, e a imagem do homem que caminha fique nítida).
**para mais informações sobre esta tecnologia:


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...