segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

O Exorcista de William Friedkin

por: Yves São Paulo

Considerado um dos maiores filmes de terror da história do cinema, e muitas vezes indicado como o mais assustador, "O Exorcista" (The Exorcist, 1973) é, sem dúvida, uma obra de arte, coisa rara entre os filmes do gênero. O filme do diretor William Friedkin é uma das produções que deram o pontapé inicial para os milionários filmes de Hollywood que custavam muito e ganhavam mais ainda, juntamente com "O Poderoso Chefão" (godfather, Francis Ford Coppola, 1972) e "Tubarão" (jaws, Steven Spielberg, 1975).
Mas o que é que faz de "O Exorcista" um filme tão espetacular que continua a assustar o espectador quase quarenta anos depois de seu lançamento? Sem
dúvida o modo como Friedkin compôs cada cena é o grande trunfo do sucesso. O diretor, que já havia sido consagrado com um Oscar por "Operação França" (the french connection, 1971), coloca em seu terror coisas que causam repulsa no espectador, e as deixa na tela para que quem está assistindo fique a ver aquela imagem que não deveria estar vendo, mas, por algum motivo, fica a apreciar, coisa que foi e é muito imitada nos filmes do gênero.
O inicio do filme nos mostra o padre Merrin (Max Von Sydow) em uma expedição arqueologica, quando encontra um artefato curioso (começo que se tornou clichê nos filme de terror). Viajamos até a casa de uma atriz de cinema que mora com sua filha Regan (Linda Blair), que começa a se comportar de maneira estranha. Após uma bateria de exames que não comprovam nada Chris MacNeil (Ellen Burstyn) vai a procura de um padre que a possa ajudar a tratar sua filha. Este pedaço do filme em que não vimos ainda nenhuma ação do diabo sobre a garota deixa o espectador cada vez mais tenso, e assim William Friedkin mexe com os nervos de quem assiste ao filme para que depois possa apavorá-los com suas seções de exorcismo.
Sem dúvida é um clássico do cinema, e que é um dos poucos exemplares do cinema de terror que mostra que se pode fazer cinema de arte com qualquer gênero que seja. É um dos melhores trabalhos hollywoodianos pós guerra do Vietnam. Para aqueles que não gostam de filmes de terror "O Exorcista" é mais do que isso, é uma obra prima.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...